Odontologia do Bairral esteve no “Congresso do Centenário”

10 anos atrás - Relacionamento Institucional

A odontologia do Instituto Bairral de Psiquiatria, representada pelo cirurgião-dentista da Fundação, Dr. Antonio Carlos Crivelaro, esteve presente no Congresso Internacional de Odontologia de S. Paulo, que aconteceu de 29 de janeiro a 1.° de fevereiro no Expo-Center Norte, na capital paulista, evento com o qual a entidade promotora, a APCD –  Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas, comemorou cem anos de existência.

O cirurgião-dentista, que também é presidente da APCD Regional de Mogi Mirim, uma das Regionais da APCD, permaneceu na capital paulista durante os quatro dias do Congresso, tendo realizado cursos nas áreas de terapêutica, dentística, prótese, endodontia e periodontia.

De acordo com Dr. Crivelaro, o Congresso deste ano trouxe novos paradigmas à odontologia, propondo a incorporação de tecnologias não apenas para os especialistas, mas também para os dentistas que atuam na clínica geral. O objetivo é tornar os tratamentos dentários mais econômicos, rápidos e abrangentes. É o caso, por exemplo, do Dr. Manoel Eduardo de Lima Machado, professor de Endodontia da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (FOUSP), favorável à implantação de uma odontologia que tenha a “cara do Brasil”, deixando de lado o modelo da escola americana, adotado até agora. Para o Dr. Lima Machado, a maior parte dos dentistas brasileiros de hoje trabalha utilizando o sistema de convênios e, portanto, deve ser treinado para realizar procedimentos rápidos e de qualidade – pois só assim poderá ganhar satisfatoriamente. E para isso ser conseguido é de vital importância o treinamento e uso de aparelhos que tornem o trabalho do dentista menos complicado. O Dr. Marcelo dos Santos, também professor de endodontia da FOUSP, pensa de modo semelhante, o mesmo acontecendo com o Dr. Cláudio Mendes Pannuti, professor de periodontia da FOUSP.  Por sua vez, o professor Dr. Ronaldo Hirata, doutor em Dentística Restauradora, adota um sistema de aprimoramento técnico voltado aos procedimentos mais comuns utilizados na odontologia, como, por exemplo, as restaurações de resinas compostas. Durante o curso mostrou quatro dicas que ajudam de forma decisiva a realização de restaurações estéticas. Hirata é partidário do uso da internet como forma de aprimoramento profissional e, para tanto, listou vários “sites” de odontologia, inclusive um que leva o seu nome.

Concluindo, o Dr. Crivelaro afirmou que a participação em congressos, além de permitir o aprimoramento profissional, favorece a troca de experiência entre colegas de várias partes do país – o que não deixa de ser uma outra forma de aprendizado.

Dr. Crivelaro

Dr. Crivelaro no Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo