Nosso anfiteatro – trajetória e patrimônio

9 anos atrás - Bastidores

No início da década de 1950 edificava-se o embrião do nosso atual anfiteatro. Construído no mesmo local, tinha capacidade para 400 pessoas e apresenta-se no “Relatório do Sanatório Américo Bairral” de 1958 como “auditorium”. Era utilizado para exibições semanais de filmes científicos, culturais de longa metragem, seriados e programas variados. Duas vezes por semana tínhamos os festivais artísticos com a participação de pacientes, funcionários e artistas da cidade, além da presença de conjuntos musicais. Cita ainda o referido relatório:-

“… o teatro tem sido empregado como meio de distração, educação e de cultura para os internos e funcionários, beneficiando também estranhos que freqüentam esses festivais…” Em outro trecho aponta:- “… O salão auditório de há muito tornou-se pequeno em face da população interna, que entre funcionários e internos ultrapassam a casa dos mil, e devido à freqüência sempre crescente de visitantes, de parte da população da cidade que se tornaram habitués dos programas evangélicos e artístico-musicais...” e continua “…verifica-se do exposto, a necessidade de ser construído um teatro de amplas proporções…”.

E assim se fez.  No “Relatório” referente aos anos de 1962 e 1963 extraímos:-

“… O novo Cine Teatro concluído em 28/01/1961, passou a ser utilizado em dezembro desse ano. Instalado com 1300 poltronas é servido de entradas e saídas amplas, com marginais de circulação. Na sua estética, estilo e acabamento, oferecem ambiente ameno e agradável, atingindo sua finalidade…”.

Cá estamos em 2011, e o nosso anfiteatro, palco de tantas realizações, passa por reformas, iniciadas em julho último. As necessidades agora são outras. O referido espaço hoje acolhe uma ampla gama de atividades, desde as de caráter terapêutico até as de cunho espiritual para os nossos pacientes. Trata-se também de importantíssimo ambiente para as atividades festivas e comemorativas, inclusive as destinadas aos nossos funcionários. Nos últimos tempos tem sido o local onde são realizados concorridos simpósios científicos, na área da saúde mental.

Assim, diante de sua importância e diversidade de uso, surgiu a necessidade de agregar novas tecnologias e mais conforto. São esses os objetivos dessa nova reforma. Prevê um novo e confortável modelo de cadeiras, ambiente climatizado, iluminação “inteligente”, além de uma “ilha” central de controle de mídias e cabine para tradução simultânea. Trará também inúmeras modificações visando o quesito segurança, além de novas soluções de design. Desta forma, o auditorium” de 60 anos atrás, continuará a contribuir, com qualidade e conforto para as demandas deste novo momento.

Auditório antigo (400 lugares) - 1958

Auditório antigo (400 lugares) – 1958

Bandas e conjuntos musicais que se apresentavam no anfiteatro na década de 50

Bandas e conjuntos musicais que se apresentavam no anfiteatro na década de 50

Bandas e conjuntos musicais que se apresentavam no anfiteatro na década de 50

Bandas e conjuntos musicais que se apresentavam no anfiteatro na década de 50

Bandas e conjuntos musicais que se apresentavam no anfiteatro na década de 50

Bandas e conjuntos musicais que se apresentavam no anfiteatro na década de 50

Bandas e conjuntos musicais que se apresentavam no anfiteatro na década de 50

Bandas e conjuntos musicais que se apresentavam no anfiteatro na década de 50

Bandas e conjuntos musicais que se apresentavam no anfiteatro na década de 50

Bandas e conjuntos musicais que se apresentavam no anfiteatro na década de 50

Foto do atual auditório em atividade

Foto do atual auditório em atividade

Foto do atual auditório em atividade

Foto do atual auditório em atividade

Foto do atual auditório em atividade

Foto do atual auditório em atividade

Fotos da atual reforma

Fotos da atual reforma

Fotos da atual reforma

Fotos da atual reforma

Fotos da atual reforma

Fotos da atual reforma

Fotos da atual reforma

Fotos da atual reforma

Fotos da atual reforma

Fotos da atual reforma