Inaugurada sala de acesso à internet para os acolhidos da CT Santa Carlota

3 meses atrás - Notícias

A Comunidade Terapêutica Rural (CT) Santa Carlota, unidade do Instituto Bairral para acolhimento e tratamento de pessoas com Transtorno por Uso de Substâncias (TUS), pôs em funcionamento no dia 5 de março 10 computadores para que seus acolhidos possam acessar as redes sociais, e-mails e realizar pesquisas e trabalhos.

O coordenador técnico da CT, Maurício Landre, informa-nos que a referida unidade é pioneira em diversas frentes de atividades e recursos terapêuticos, e com essa nova ferramenta de acesso e empoderamento dos acolhidos a CT inova e soluciona questões como contato com familiares, busca por oportunidades, pesquisas sobre a profissão, trabalho e assuntos diversos de interesse de cada acolhido.

Além de uma infraestrutura que busca cobrir todas as necessidades da comunidade, como ambiente social, divisão das casas por tempo e progresso no tratamento, tratamento de esgoto, gerador de energia automatizado, informatização, atendimento clínico e psiquiátrico, psicologia e enfermagem, a CT Santa Carlota conta com um “menu” de ferramentas e atividades para cada perfil de usuário na busca por uma nova oportunidade e maneira de viver, dentre elas:

  • Prontuário (PAS) eletrônico.
  • Conselheiro de referência para cada 10 acolhidos.
  • Psicoterapia individual na fase do acolhimento e da reinserção social.
  • Psicoterapia de grupo para todos os acolhidos.
  • Divisão por grupos de jovens e adultos com TUS ilícitas e primeira tentativa de tratamento, alcoolistas e pessoas com TUS e múltiplas tentativas. Cada perfil conta com conteúdo específico e todos, respondendo ao programa através das etapas atingidas, constroem com a equipe sua saída terapêutica.
  • Evolução do acolhido no programa através de fases com objetivos e metas.
  • Grupos de reforço das Forças de Caráter e Reforço Positivo, auxiliando na construção do Projeto de Vida.
  • Grupo de prevenção de recaída, 12 Passos, de habilidades sociais e de atividades de preparação para o mercado de trabalho para acolhidos na fase da reinserção social.
  • Saídas terapêuticas diárias para grupos, lanches, Senac e para visitas familiares com o objetivo da reconstrução dos vínculos familiares.
  • Mindfulness, conjunto de técnicas baseado em prevenção de recaída para aqueles que desejam aprender e praticar tais técnicas, auxiliando no controle da fissura, estresse e nas situações de risco.
  • Acompanhamento do desenvolvimento das atividades físicas com medições mensais e grupo de atividades progressivas.
  • Serviço Social ativo, auxiliando, desde o início do acolhimento, no acesso a direitos, benefícios, documentação, processos judiciais e busca ativa de familiares, dentre outros.

A par de tais características, a força motriz dessa grande comunidade funcional é a atuação da equipe, desde a cozinha até a saúde mental, um trabalho transdisciplinar que encontra na unidade o funcionamento ideal entre os setores e entre a força humana e a estrutura organizacional.

Com todo esse esforço para atender os acolhidos, os números do programa da CT Santa Carlota superam a média brasileira e mundial, com taxas de adesão oscilando entre 55 e 70% e taxa de ocupação anual de 97% (2019).

Maurício Landre enfatiza: “Caminhamos antenados no que há de mais inovador, moderno e efetivo para o tratamento de pessoas com TUS, e isso é o que produz uma efetividade e motivação da equipe.”

Sala de acesso à internet para os acolhidos da CT Santa Carlota