Festa de Natal no setor Dependência Química

5 anos atrás - Bastidores, Eventos internos

A dependência química é uma das doenças psiquiátricas mais frequentes da atualidade e, como é sabido, representa um grave problema de saúde pública. O uso continuado de substâncias psicoativas provoca mudanças na estrutura e no funcionamento cerebral, causando impacto em áreas cognitivas; o usuário acaba priorizando o uso da substância em detrimento de outras atividades e obrigações. Essa relação com a substância é marcada por perdas e prejuízos que atingem não somente o dependente, mas todos que direta ou indiretamente têm relação com ele, em especial seus familiares. Tornam-se comuns o agravamento dos conflitos, o rompimento dos vínculos e as dificuldades dos familiares em lidar com a doença.

Para que o tratamento do usuário de substâncias apresente melhor prognóstico e melhores resultados é necessário que a família seja abordada, orientada e incluída no processo terapêutico. Pensando na importância disso, a equipe do setor de Dependência Química do Prédio Central (3.° e 4.° Andares Masculinos) organizou uma confraternização de Natal com as famílias, pacientes e funcionários com o objetivo de integrá-los, estimular o  resgate dos vínculos e promover a vivência dessa data festiva de forma saudável.

Durante todo o mês de dezembro foram incluídas no programa terapêutico atividades que trabalharam as datas comemorativas do Natal e Ano Novo e reforçados os objetivos já trabalhados no decorrer das fases do tratamento, como o resgate dos vínculos familiares, a motivação para mudança e o treinamento de habilidades sociais.

A confraternização iniciou-se com a exibição de um vídeo motivacional abordando a proposta e as etapas de evolução do tratamento, ilustradas por meio de fotos da rotina de atividades dos pacientes, e foi finalizada com a apresentação da equipe multidisciplinar. Foram encenadas duas peças de teatro: “Lifehouse” e “O Verdadeiro Sentido do Natal”. Houve também duas apresentações do coral de pacientes com as músicas “Noite Feliz” e “Como Zaqueu”, com acompanhamento dos instrumentos musicais violão e cajón, tudo realizado pelos pacientes.

Ao final foi oferecido um lanche da tarde e entregues as lembranças de Natal confeccionadas pelos próprios pacientes na Terapia Ocupacional. Houve boa adesão dos familiares, que se emocionaram com o envolvimento e desempenho dos pacientes e valorizaram o tratamento oferecido pelo hospital. A confraternização atingiu o seu objetivo e é possível observar benefícios que perduram na continuidade do tratamento.

Equipe do setor de dependência Química.

Equipe do setor de dependência Química.