Cine Psiquiatria Discute Luto na Infância

5 anos atrás - Bastidores

O Cine Psiquiatria do mês de março contou com a presença do médico psiquiatra Dr. Pedro Henrique Piloni (médico supervisor da residência médica de psiquiatria do Instituto Bairral) como mediador da exibição e discussão do filme “Tão Forte, Tão Perto”, de 2011, dirigido por Stephen Daldry, que tem no elenco os renomados atores Tom Hanks, Thomas Horn e Sandra Bullock.

O filme traz como pano de fundo o atentado de 11 de setembro de 2001 em Nova Iorque, no qual o personagem central, o garoto Oskar Shell, perdeu o pai que estava num dos prédios das torres gêmeas naquela ocasião. O desenrolar na narrativa mostra uma criança com uma série de sintomas psíquicos (automutilação, isolamento social, sintomas obsessivos, sintomas compensatórios) e vivenciando de forma bastante peculiar a perda, a depressão, os medos, a busca frenética pelo encontro com algo que o mantivesse ligado ao pai até a elaboração desse luto. Os presentes discutiram seus sentimentos após a exibição, suas identificações, bem como os possíveis sintomas, a compreensão psicológica do filme, prognóstico, riscos, cuidados e atenção a quadros como esse durante a infância.

Dr. Pedro Henrique Piloni (médico supervisor da residência médica de psiquiatria do Instituto Bairral).

Dr. Pedro Henrique Piloni (médico supervisor da residência médica de psiquiatria do Instituto Bairral).