Foto: Thiago Barletta

Cine Psiquiatria: “A Tribo” (O Filme que Chocou Cannes mas saiu Premiado)

4 anos atrás - Bastidores

“A Tribo” (The Tribe), de 2014, do diretor Myroslav Slaboshpytskiy, foi o filme escolhido para exibição e debate do Cine Psiquiatria no mês de julho de 2016.  Na época chegou a chocar Cannes pelas cenas de sexo e pela violência, no entanto, acabou sendo premiado e elogiado no famoso festival. Esta atividade do Cine Psiquiatria contou com a mediação do Dr. José Américo Silva Filho, psiquiatra do Instituto Bairral de Psiquiatria.

O filme é estrelado apenas por jovens surdos-mudos, sem um único diálogo, revelando um universo extremante violento; não tem, intencionalmente, nenhuma legenda nem voz em off. O enredo mostra o rapaz chamado Sergey, que ingressa numa escola especializada para surdos-mudos e logo descobre que, caso não se enturme com os “mais fortes”, será alvo de bullying. Mas esses colegas fazem parte de uma rede de crimes e prostituição – a Tribo do título. Os participantes discutiram as revelações e relações interpessoais que existem por dentro desse mundo isolado, além dos modos e dos rituais dessa comunidade. Foi um momento de aprofundamento que acrescentou muito aos que compareceram a mais essa sessão do Cine Psiquiatria, uma iniciativa ligada ao Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral – CEPAB.

Dr. José Américo (mediador do CINE PSIQUIATRIA CEPAB do mês de julho de 2016) entre os participantes dessa atividade.

Dr. José Américo (mediador do CINE PSIQUIATRIA CEPAB do mês de julho de 2016) entre os participantes dessa atividade.