A Psiquiatria e a Medicina do Trabalho

4 anos atrás - Bastidores

A interface entre a medicina do trabalho e a psiquiatria foi o tema de mais um encontro do Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (Cepab), uma das federadas da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), que ocorreu no dia 28 de setembro. Desta feita, a diretoria do Cepab utilizou o recurso da videconferência como forma de aproximar pessoas e conhecimento.

O palestrante convidado foi o Dr. Marcos Henrique Mendanha, de Goiânia (GO), médico do trabalho, professor, advogado e coordenador do Centro Brasileiro de Pós-Graduações (Cenbrap). Ele iniciou sua fala mostrando o panorama atual das doenças mentais que têm uma estreita relação com altos índices de causa de afastamento do trabalho e pedidos junto ao INSS, entre elas a depressão, o stress pós-traumático e a síndrome de burnout; nesse contexto de esgotamento fez uma breve apresentação da síndrome de Karoshi, que quer dizer “morte por excesso de trabalho”, expressão oriunda do idioma japonês e da cultura de um povo tradicionalmente bastante afeito ao trabalho. Além disso, mostrou profissões com maiores chances de adoecimento mental ocupacional, como algumas da área da saúde, da educação, de bancos e de telemarketing. Também detalhou conceitos e atualização sobre acidentes do trabalho, doenças ocupacionais, nexo causal entre os sintomas e a atividade laboral, legislação, readaptação e perícias trabalhistas.

Os participantes interagiram com o palestrante e fizeram-lhe perguntas, esclarecendo dúvidas e compartilhando experiências. A médica psiquiatra Dra. Alessandra Diehl, presidente do Cepab, agradeceu a generosidade do Dr. Marcos Mendanha, que se disponibilizou a colaborar conosco naquela data mesmo apesar de  se encontrar nas vésperas de seu casamento, que sabidamente é uma época de muitos preparativos, e desejou-lhe muitas alegrias e realizações na nova vida a dois.

Participantes da videoconferência do Cepab.

Participantes da videoconferência do Cepab.