Foto: Denise Jans

“A Garota Dinamarquesa” no Cine Psiquiatria de setembro

4 anos atrás - Bastidores

O cine psiquiatria do mês de setembro teve como mediadora das discussões a médica psiquiatra Dra. Alessandra Diehl, preceptora da residência médica do Instituto Bairral e presidente do Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (Cepab). Na ocasião foi exibido o filme “A Garota Dinamarquesa”, do diretor Tom Hooper, produzido em 2015 e lançado em 2016. O filme conta a história da primeira pessoa transexual da história de que se tem notícia a ter se submetido a uma cirurgia de transgenitalização na década de 30. O emocionante processo de Lily Elbe (interpretada pelo ator Eddie Redmayne) permeou inicialmente uma vivência de cross dressing com a sua amada e dedicada esposa Gerda (interpretada por Alicia Amanda Vikander, vencedora do Oscar de melhor atriz coadjuvante com este papel), evoluindo gradativamente para a completa identificação com o gênero feminino.

O filme retrata todo o processo de “peregrinação” em busca de respostas, tratamentos, “curas” em diferentes médicos  e profissionais com recebimento de diagnósticos não correspondentes e o sofrimento pessoal de aceitação da pessoa que Lily Elbe sempre foi, mas que, no entanto, até então estava escondida naquele corpo de homem. Os presentes discutiram o estigma e a identidade de gênero dentro de uma perspectiva de direitos humanos e dos manuais psiquiátricos classificatórios, bem como as implicações da crescente necessidade de despatologização do fenômeno.